Plano Feminino Hersheys

VIDA PESSOAL E REDES SOCIAIS: É PRECISO TRAÇAR LIMITES?

 

Você já se pegou olhando uma publicação de uma pessoa pensando “ah, mas ela se expõe demais”, ou ficou passada com um comentário mal-colocado no Instagram? Acontece mesmo! E que tal pensar: se você fez isso com outra pessoa, será que já fizeram com você? E mais: será que você deveria se importar?

 

A resposta para as duas perguntas é sim: com certeza já te julgaram e se você usa suas redes sociais como parte da sua divulgação, então você deve se importar. A questão é se importar com o quê. E a solução está em prestar atenção no conteúdo e frequência das suas publicações em qualquer rede.

 

O que define se uma foto de biquíni na praia ou um post com posicionamento político é bom ou ruim é você mesma, a partir da imagem que você quer projetar. Não existe certo e errado (na verdade o errado existe sim: hate posts, por exemplo, ou qualquer publicação que vá contra as regras de segurança que existem em cada plataforma), o que existe o limite que você mesma coloca. Se uma fala sobre uma polêmica atual é importante para você, não é a opinião de outra pessoa que vai impedir a publicação. Até porque esse posicionamento pode valer muito para as pessoas que te acompanham justamente por você ser quem você é. E o mesmo vale para uma selfie bem gata na praia ou de pijama em casa: se isso condiz com uma imagem que te deixa segura e tranquila, então é tudo parte do que acrescenta positivamente. Se joga!

 

Por outro lado, lembre que é muito fácil perder o controle da própria narrativa nas redes sociais. Até porque hoje em dia elas fazem parte de cada minuto nosso e são inclusive ferramentas importantes de divulgação de nossos projetos e sucessos profissionais e pessoais. Então preste atenção no sinal vermelho, também deve vir de você mesma. Se determinada postagem te deixou receosa, espere. Guarde um pouco e deixe pra publicar depois, ou quem sabe desistir. De novo, é o seu farol interno que deve decidir a sua direção.

 

Antes de sair julgando o uso das outras pessoas nas redes sociais, é legal parar e pensar em como você está usando. Porque o seu limite quem dá é você mesma. E se alguém não gostar, paciência.

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.