12 inventoras inspiradoras para te encorajar a realizar seus Planos

Inspiradas pela data de hoje, dia dos inventores, resolvemos fazer a lição de casa e pesquisar algumas grandes inventoras da história, porque conhecer mulheres inspiradoras, empoderadas e que nos encorajam a realizar nosso Planos sempre são bem-vindas!

Divirtam-se com essa lista cheia de mulheres inteligentes e muitas delas a frente de seu tempo.

1. Grace Hopper – compilador e termo “bug”

Formada em matemática pela Universidade Yale, essa norte-americana se voluntariou na Marinha na Segunda Guerra Mundial, onde trabalhou com programação. Conhecida como “Amazing Grace”, foi responsável por inventar o primeiro compilador, ferramenta que transforma o código-fonte em linguagem, o que levou à criação do COBOL, a primeira linguagem de programação para uso comercial. Grace também cunhou o termo “bug” para descrever um problema no sistema de um computador, devido a uma mariposa encontrada dentro da máquina.

02-compilador

2. Hedy Lamarr – tecnologia por trás das redes wireless e do GPS

Além de atriz de Hollywood, a austríaca Hedy Lamarr desenvolveu uma tecnologia que permitia controlar torpedos à distância, durante a Segunda Guerra Mundial, alterando rapidamente os canais de frequência de rádio para que não fossem interceptados pelo inimigo. Esse conceito de transmissão acabou, mais tarde, permitindo o desenvolvimento de tecnologias como o Wi-Fi, GPS e o Bluetooth.

03-wifi1

3. Letitia Mumford Geer – seringa

Ela registrou a patente da primeira seringa para aplicação com apenas uma mão em 1899. Conceito esse que facilitou bastante a vida dos profissionais de saúde, e as seringas modernas são inspiradas pelo modelo apresentado por ela.

Screen Shot 2015-11-04 at 9.32.09 PM

4. Mary Anderson – limpador de para-brisa

Dirigir em dias de chuva ou neve só se tornou algo um pouco mais tranquilo depois dessa invenção. Registrada em 1903.

f37246e2-f0b0-4b01-84d2-75f668e7c038

5. Shirley Ann Jackson – física cuja pesquisa contribuiu para a invenção de cabos de fibra ótica e outros avanços na área de telecomunicações

Shirley Ann Jackson foi a primeira mulher negra a conseguir um doutorado em Física pela prestigiada MIT – Instituto de Tecnologia de Massachussets – em 1973. Hoje em dia ela é reconhecida como uma das mais famosas cientistas negras, tendo suas pesquisas contribuído para o avanço tecnológico que possibilitou a invenção do fax portátil, do clássico telefone de cordinha, de células solares, cabos de fibra ótica e da tecnologia por trás do identificador de chamadas.

Shirley-Ann-Jackson-fisica

6. Maria Telkes – Sistema de Aquecimento Solar Residencial

Em 1947, a biofísica húngara Maria Telkes se uniu à arquiteta Eleanor Raymond para criar algo revolucionário: a primeira casa com sistema de aquecimento solar. A estrutura da casa, batizada Dover Sun House, ficou por conta de Raymond, enquanto Telkes inventou o gerador de energia termoelétrico e o composto químico responsável por armazenar calor nos dias sem sol.

maria-telkes-solar

7. Nancy Johnson – Sorvete

Em 1843, Johnson recebeu uma patente pela invenção do uma máquina de sorvete feito à mão, que ainda é usada até hoje.

tumblr_lui0k64ugV1r0bqbdo1_400

8. Elizabeth Magie – Monopólio (jogo de tabuleiro)

O popular jogo Monopólio foi originalmente chamado de jogo do proprietário e foi uma crítica ao capitalismo descontrolado por uma feminista anticapitalista chamada Lizzie. O jogo que nós conhecemos atualmente é uma versão dessa ideia copiada por um vendedor desempregado que testemunhou o jogo sendo jogado e depois vendeu a ideia para a Parker Brothers por um dinheiro não o suficiente. Quando a empresa descobriu que o jogo tinha sido inventado por Magie, pagaram-lhe uma pequena quantia para evitar um escândalo.

d1181aad-d20e-4e21-8258-ee21ddfe8fb9-bestSizeAvailable

9. Maria Beasley – Bote Salva-vidas

Beasley foi uma rara mulher inventora que realmente fez fortuna com suas invenções. Ela foi creditada com pelo menos quinze patentes no final de 1800. O bote salva-vidas inventado em 1882 não foi a melhor invenção para ganhar dinheiro, mas uma máquina de fazer barril foi o projeto que a tornou rica. Ela também projetou um gerador a vapor e um dispositivo que ajuda os trens a sair dos trilhos.

Hannah (Beasley) Cook

10. Bette Nesmith Graham – corretivo líquido

Ela nunca pensou em ser inventora, mas acabou criando um dos objetos mais usados em escolas e escritórios até hoje. Na década de 1950, essa americana trabalhava como secretária em Dallas, Estados Unidos, mas tinha pouca experiência em datilografia. Como estava acostumada a lidar com tintas (já que fazia bicos pintando vitrines), tentou criar um produto para esconder os erros que cometia quando usava a máquina. Em 1967 ela criou sua própria companhia e ganhou muito dinheiro.

98f819a7-aec0-4f87-8cc6-428fc5041670

11. Chu Ming Silveira – orelhão

Essa arquiteta e designer formada pela Faculdade de Arquitetura da Universidade Mackenzie, em São Paulo, assumiu em 1971, enquanto chefiava o Departamento de Projetos da Companhia Telefônica Brasileira, o desafio de criar um protetor para telefones públicos que reunisse funcionalidade e beleza. As estruturas denominadas de Chu I e Chu II, em homenagem a sua inventora, foram rapidamente adotadas pelo público brasileiro e rebatizadas de Orelhinha e Orelhão. A invenção dessa criativa chinesa ganhou o mundo em 1973, quando os primeiros orelhões foram exportados para Moçambique. Modelos inspirados na criação de Chu Ming podem ser encontrados até hoje em Angola, no Peru, na Colômbia, no Paraguai e na China, seu país de origem.

71eaada4-12ca-4a5b-bc6d-c62e38e652d7

12. Gertrude Belle Elion – medicamentos usados no tratamento da leucemia e da gota

A americana Gertrude Belle Elion foi laureada com o Nobel de Medicina de 1988 por desenvolver drogas para o tratamento da leucemia e da gota, doenças que pesquisava. Essa cientista descobriu também novos e importantes princípios da quimioterapia.

66cbc7a2-2d29-48f4-9534-6233328a8f5b

 

Fonte: G1, Nó de Oito, Portal 2013 BR.

Ana Victorazzi

Jornalista

Apaixonada por café, cor laranja e animais. Formada em jornalismo e mãe de dois gatos, acredita na bondade das pessoas.